Porto Velho, 21 de outubro de 2019
Home > Boletim 103,1 > Governo de Rondônia lança o Pacto do Desenvolvimento do Turismo e anuncia participação no maior congresso do setor

Governo de Rondônia lança o Pacto do Desenvolvimento do Turismo e anuncia participação no maior congresso do setor

Com investimentos financeiros e tecnológicos, a Superintendência Estadual de Turismo de Rondônia (Setur) deu início esta semana ao Pacto do Desenvolvimento do Turismo, que expõe ao Brasil e ao mundo as potencialidades do estado.

“Não é preciso sair daqui para conhecer maravilhas: temos artes, cachoeiras, esportes radicais, artes marciais, pesca, hotéis e outros atrativos a quem possa se interessar”, disse o governador Marcos Rocha na solenidade de lançamento do plano, na tarde de terça-feira (17), no auditório Rosilda Shockness, 11º andar do prédio Rio Pacaás do Palácio Rio Madeira, em Porto Velho.

Coquetel e espetáculo musical marcaram a apresentação do portal Rondônia Tem Tudo, que já pode ser acessado na internet. “O mapeamento dos pontos turísticos nos valoriza sobremaneira”, destacou o governador, ao mencionar os três programas idealizados pela Setur, visando à qualificação profissional de funcionários de empresas do setor e a promover o turismo interno entre 52 mil servidores estaduais.

“Eles terão hospedagem mais barata no programa Viaja Mais Servidor e, além disso, pessoas das próprias comunidades. bem treinadas, terão condições de trabalhar, podendo contar histórias de seus lugares” , disse Marcos Rocha.

O portal foi apresentado por Raaby Liandry de Souza Teixeira, da Superintendência do Estado para Resultados (EpR), na presença do superintendente da EpR, coronel Delner Freire.

Integrantes da equipe Guardiões foram elogiados pelo governador, que comemorou “mil novos serviços de prestação digital” até 2020.

Uma das novas plataformas a serem produzidas na EpR será o painel econômico do estado, com base nas informações da Superintendência Estadual do Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi)

“Hoje é o dia de celebração de resultados”, disse o superintendente da Setur, Gilvan Pereira. “São resultados das intenções do governador que, hoje, promove a força econômica motivada pelo turismo de cada região”.

Ele destacou os “parceiros gigantes”: Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Associação Brasileira de Agências de Viagem (ABAV), Federação do Comércio do Estado de Rondônia, entre outros.

“Com a participação de cada um e o esforço de nossa equipe, nos aproximamos de empresários e prefeituras que, há anos, trabalham o turismo e, agora, de mãos dadas, temos a chance de abrir novos horizontes”, reconheceu.

Durante seis meses, 25 municípios rondonienses trabalharam intensamente para ingressar na prateleira do Ministério do Turismo. Até o final do ano, pela primeira vez, o governo colocará seiscentas placas oficiais de sinalização turística.

Para promover seus produtos, Rondônia investirá R$ 50 mil na próxima feira da Abav, de 25 a 27 de setembro, em São Paulo. Trata-se da 47ª ABAV Expo Internacional de Turismo e 52º Encontro Comercial Braztoa, consolidada como uma das maiores e mais importantes feiras de negócios e turismo do Brasil.

Com o superintendente do Senac, Hilton Gomes, Gilvan assinou ato de entrega de R$ 732,47 mil para 580 cursos de capacitação da rede hoteleira e qualidade de atendimento.

CADASTRO DE PESSOAS FÍSICAS

A Setur distribuiu diversos fôlderes com informações impressas diversas. Uma delas, o Cadastur, do Ministério do Turismo, o sistema de cadastro de pessoas físicas que atuam no setor de turismo.

O cadastro garante diversas vantagens e oportunidades de negócios e é também uma importante fonte de consulta para o turista. Incentiva a participação em programas de qualificação promovidos e apoiados pelo ministério; acesso a financiamento por meio de bancos oficiais; apoio em eventos, feiras e ações ministeriais; e visibilidade nos sites do Cadastur e do Programa Viaje Legal.

Criado pelas Leis números 11.771/08 e 8.623/93, explica a obrigatoriedade para as seguintes atividades:

Acampamento turístico, agência de turismo, guia de turismo, parque turístico, organizadora de eventos, meio de hospedagem e transportadora turística.

E opcional para outras atividades:

Restaurante, cafeteria, bar e similares, parque aquático e empreendimento de lazer, locadora de veículos para turistas, prestador especializado em segmentos turísticos, casa de espetáculos e equipamentos de animação turística, empreendimentos de apoio ao turismo náutico ou à pesca desportiva, prestadora de infraestrutura para eventos e centro de convenções.

INSPIRAÇÃO PERUANA

O gestor da Setur mencionou o crescimento econômico de Nobres (MT), que dobrou para R$ 65 milhões o seu orçamento, graças à exploração do turismo.

“O Viaja mais servidor incentivará funcionários públicos a conhecer o estado. Guia de turismo online Rondônia Tem Tudo será a alavanca para impulsionar o turismo”, opina o superintendente.

Uma vez mais, ele lembrou que Rondônia inspirou-se no exemplo peruano, cujo escritório em São Paulo ajudou a ampliar o número de visitantes ao país vizinho. “A representante, Milagros Ochoa Koepke, viajou o Brasil”, disse.

“Em 2018, o Peru recebeu seis milhões de turistas internacionais enquanto o Brasil, com todas as suas potencialidades, recebeu 4,5 milhões; é como se escondêssemos um diamante”, acrescentou.

Milagros foi autora de uma frase histórica para a Setur: “Mostre o que Rondônia tem de mais rico em sua cultura”.

Essa dica seguida à risca multiplicou-se por cem ou mais itens versejados por Márcio Poeta, ao ser aplaudido juntamente com a dança do boi-bumbá da Companhia de Dança Yaporanga.

Além de representantes de empresas do setor, o ato de terça-feira foi prestigiado por secretários estaduais, pela embaixadora de Barbados (América Central), Resa Layne, pelo presidente da Associação Rondoniense de Municípios (Arom),Claudiomiro Alves dos Santos, e pela prefeita de Cerejeiras, Lisete Marth.

POTENCIALIDADES
Inicialmente, a Setur alinha as seguintes potencialidades:

_ Trinta e cinco cachoeiras, uma delas com 50m de altura, na Zona da Mata de Rondônia.
_ Comunidades indígenas, algumas se destacando pelo artesanato, rios, pedras, produção de café e frutas, e uma (Paíter-Suruí) pela floresta em pé que motivou o primeiro convênio de povos indígenas brasileiros com o Google Earth.
_ Pesca esportiva, que já visualizada no mundo, graças ao canal de pesca Baca, no Youtube. Fábio Fregona é o produtor, e já obteve mais de dez mil comentário.

Fonte
Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Frank Néry
Secom – Governo de Rondônia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *