Porto Velho, 21 de outubro de 2019
Home > Boletim 103,1 > Secretaria Estadual de Saúde alerta para prevenção ao câncer de mama e colo de útero

Secretaria Estadual de Saúde alerta para prevenção ao câncer de mama e colo de útero

Somente este ano, 85 mulheres foram diagnosticadas com câncer de colo de útero em Porto Velho, e outras 46 mulheres foram diagnosticadas com câncer de mama, na capital de Rondônia. Os números apresentados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) assustam e infelizmente demonstram que os casos continuam aumentando: de 2015 a 2019, em Rondônia, 266 mulheres morreram em decorrência de câncer de colo de útero, sendo 144 em Porto Velho. No mesmo período, 352 mulheres morreram no Estado, vítimas de câncer de mama, sendo 128 na capital.

Para chamar atenção para esta doença a Sesau alerta para a importância do diagnóstico precoce, que pode fazer com que as taxas de cura cheguem a até 95% dos casos.

Atitudes simples, como a realização de exames preventivos, mamografia e auto exame das mamas podem fazer a diferença no combate ao câncer. E foi por meio do auto exame das mamas que a dona de casa Rosenilda da Silva Barroso, 33 anos , moradora de Xapuri no Acre descobriu uma alteração em uma das mamas e está em tratamento há 1 ano e quatro meses.

“Percebi logo no inicio que tinha algo diferente fazendo o toque nas mamas. Procurei o médico e foi descoberto o câncer agora já fiz as doses de quimioterapia e em maio a cirurgia de mastectomia. Agora estou fazendo a radioterapia e já estou na vitória em nome de Jesus”, diz, emocionada, Rosenilda da Silva Barroso.

De acordo com estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), até o final deste ano cerca de 200 mulheres podem descobrir que tem câncer de mama em Rondônia, na Capital estima-se 80 novos casos neste ano de 2019. Em 2018, o INCA estimou cerca de 59.700 casos de câncer de mama (feminino) no Brasil. Nas capitais, esse número corresponde a 19.920 novos casos a cada ano.

Katiane Maia, secretária adjunta da Sesau explica que a rede de cuidados da saúde da mulher começa na atenção básica de cada município. “A porta de entrada de atendimento para as mulheres através do SUS é na atenção primária, é na unidade básica de saúde mais próxima de sua residência. O auto cuidado é muito importante assim como os exames preventivos, como o papanicolau e a mamografia que ajudam a identificar de forma precoce alguns tipos de câncer aumentando consideravelmente as chances de cura”, explicou.

A enfermeira e técnica da coordenação estadual de doenças crônicas, Cremilda Queiroz, explica que após o atendimento na rede básica de saúde, a mulher com diagnóstico de câncer passa a fazer parte do serviço de alta complexidade ofertado pela Sesau. “A paciente sai da rede de atenção básica regulada com encaminhamento para um dos serviços de referência de acordo com o tratamento indicado, que pode ser desde a cirurgia para retirada da mama, mastectomia, que é feita no Hospital de Base, e/ou tratamentos de quimioterapia, radioterapia pelo tempo determinado pelos profissionais médicos”, detalhou Cremilda.

SERVIÇOS

Os estabelecimentos de saúde habilitados como Unacon ou Cacon oferecem assistência geral, especializada e integral ao paciente com câncer, atuando no diagnóstico, estadiamento e tratamento. Esses estabelecimentos deverão para garantir a qualidade dos serviços de assistência oncológica e a segurança do paciente.

O Estado de Rondônia atualmente conta com 4 instituições Cacon e Unacon habilitados no SUS, são estas:

-Fundação PIO XII – Unidade Porto Velho (Cacon);

-Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro(Unacon com serviço de Radioterapia e cirurgias );

-Instituto de Oncologia e Radioterapia São Pellegrino (Unacon com serviço de · Radioterapia;

-Hospital Regional de Cacoal HRC (Unacon com serviço de Radioterapia);

NÚMEROS

De 2015 a 2019, 266 mulheres morreram em decorrência do câncer de colo de útero em Rondônia, sendo 144 em Porto Velho. De 2015 a 2019, outras 352 mulheres morreram em decorrência do câncer de mama em Rondônia, sendo 128 na capital, 26 em Ji-Paraná e 22 em Cacoal.

Fonte
Texto: Dislene Queiroz
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom – Governo de Rondônia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *