/ NO AR /
(69) 99321-8279
Porto Velho, 17 de setembro de 2021 - 6h56
Home > Notícias da Igreja > Papa > O abraço do Papa às crianças refugiadas

O abraço do Papa às crianças refugiadas

No Pátio São Dâmaso, as crianças receberam a Benção do Papa Francisco, que, por sua vez, pediu que rezassem por ele.

Vatican News

Na manhã desta sexta-feira, o Papa Francisco dirigiu uma breve e afetuosa saudação às crianças que participaram da Marcha para o Acolhimento intitulada “Apri”, organizada em vista do Dia Mundial do Migrante e do Refugiado, em 26 de setembro.

Primeiramente, as crianças participaram na Praça São Pedro do Festival itinerante “The Walk”, que partiu da fronteira entre Turquia e Síria em direção a Manchester, tendo à frente a marionete Amal – uma estátua de 3 metros e meio de altura e que representa uma menina em fuga da fronteira sírio-turca rumo ao Reino Unido. Depois, foram até o Pátio São Dâmaso para brincar e receberam a Bênção do Papa Francisco, que, por sua vez, pediu que rezassem por ele.

Papa Francisco com as crianças no Pátio São Damaso
Papa Francisco com as crianças no Pátio São Damaso

Entre o grupo presente havia os membros do projeto Chaire Gynai, administrado em Roma pela brasileira scalabriniana Eléia Scariot.

O programa (cujo nome significa “Bem-vinda, mulher” em grego) é a resposta das scalabrinianas ao pedido do Papa Francisco para que elaborassem e realizassem um programa de assistência a mulheres e crianças. De modo especial, para aquelas em situação de refúgio, mas atende também mulheres vulneráveis em processo de migração com ou sem filhos.

A finalidade é favorecer a estas mulheres a conquista da própria autonomia e a integração na sociedade romana. Elas podem permanecer na casa por seis meses, até que consigam se organizar entre trabalho e moradia, com o auxílio de religiosas, psicólogos, assistentes sociais e advogados.

Papa Francisco com as crianças no Pátio São Damaso
Papa Francisco com as crianças no Pátio São Damaso

“As crianças perto do Papa são refugiados que estão no nosso projeto. Foi um momento maravilhoso e foi uma surpresa, porque ninguém sabia que a gente ia ter no final desse momento um encontro com o Papa Francisco, uma saudação. Foi lindo. As nossas crianças no final choraram. O nosso menino não queria mais ir embora, queria ficar e disse assim: ‘Por que não posso ficar, é tão bom ficar abraçado no Papa’. Foi uma grande alegria, uma grande surpresa para nós, que logo mais vamos celebrar a Jornada Mundial do Migrante e do Refugiado”.

Papa Francisco com as crianças no Pátio São Damaso
Papa Francisco com as crianças no Pátio São Damaso

Fonte: Vatican News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *