Em uma mensagem em vídeo, por ocasião da inauguração da Torre da Virgem na igreja da Sagrada Família em Barcelona, Francisco recorda que Maria é “uma obra de arte”, através dela rezamos pelos pobres e excluídos, sem esquecer dos idosos

Benedetta Capelli – Vatican News

A luz da estrela ilumina a Sagrada Família e Barcelona, na Solenidade da Imaculada Conceição. Ilumina a vida de tantos que olham para a Torre da Virgem e que veem na estrela a Virgem Maria. Francisco, em sua mensagem em vídeo em espanhol, convida a levantar os olhos para contemplar nossa Mãe, “porque cada vez que olhamos para Maria voltamos a acreditar na força revolucionário da ternura e do afeto”.

Ao saudar os presentes na inauguração, o Papa lembra dos pobres, dos doentes, dos atingidos pela pandemia, dos idosos, dos jovens que sentem seu futuro comprometido e os que estão passando por provações. Maria é a “Estrela da nova evangelização”, afirma Francisco.

Hoje celebramos a solenidade de Maria Imaculada, ela é uma obra de arte! Em perfeita harmonia com o plano de Deus para ela, a Virgem Maria tornou-se a mais santa, humilde, dócil e transparente diante de Deus. Gaudí queria que este mistério coroasse o portal da fé – o primeiro que construiu – para que, ao recitar a oração à Santíssima Trindade, que reescreve em toda a basílica, pudéssemos aprender a ser, como Maria, um templo deste mistério, e a adorar a Deus em espírito e em verdade.

Gestos diários de amor e serviço

O Papa recorda que Gaudí colocou Maria “no centro do portal da caridade, oferecendo-nos o Menino Jesus – sublinha – sob o olhar atento de São José, para que pudéssemos entrar na sua Igreja ardendo de amor para com Deus e os homens”. O convite é para seguir o exemplo da Virgem “com gestos diários de amor e de serviço”.

Que esta estrela que brilha a partir de hoje ilumine todos vocês para que, ao rezar o terço, vocês possam dizer “sim” de uma vez por todas à graça do Senhor e dar um decisivo “não” ao pecado. Ao rezar com Maria, meditamos os mistérios da vida de Jesus, mas também discernimos o caminho que Ele nos indica e recebemos a força para rejeitar as tentações da violência ou do benefício imediato.

Entregando-se a Maria

A oração do Papa é para que “cada um faça com que Barcelona seja mais vivível e acolhedora para todos”. “Confio de maneira especial”, disse, “às pessoas com cargos de maior responsabilidade”. Que a Virgem Maria obtenha para eles sabedoria, prontidão para servir e amplitude de espírito”. A entrega é também para as famílias, para que Maria, com sua estrela, cuide delas.

Ela, formando a Sagrada Família de Nazaré, junto com o Menino Jesus e São José, viveu situações semelhantes às de muitas famílias de hoje. Gaudí retratou a Família no portal da esperança, expressando com os rostos dos trabalhadores os sofrimentos e dificuldades que os colocam em comunhão com os que a Sagrada Família passou, o exílio no Egito de tantas pessoas pobres buscando um futuro melhor e escapando do mal; a morte de tantos inocentes que se unem aos de Belém.

No coração de Deus

O Papa se detém no sofrimento especialmente dos pobres, dos excluídos que “estão no coração de Deus” e muitas vezes, acrescenta, “somos responsáveis por sua pobreza e exclusão”. “Aproveitemos a oportunidade para examinarmos a nós mesmos, quanta responsabilidade temos em tudo isso”.

Não se esqueçam da árvore, não se esqueçam dos idosos. A árvore sem raízes não cresce, não floresce. Não descartemos os idosos, eles não são material descartável, eles são memória viva. Deles vêm a seiva que faz tudo crescer. Ajudemos o diálogo entre jovens e idosos, para que eles transmitam esta sabedoria que os fará crescer e desabrochar.

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Enviar Mensagem
Estamos Online
Rádio Caiari
Olá 👋
Como podemos ajudar?