sábado, julho 20, 2019
Home > Notícias > Conselho de Desenvolvimento de Rondônia aprova R$ 863 mil para projeto de comercialização de pescado

Conselho de Desenvolvimento de Rondônia aprova R$ 863 mil para projeto de comercialização de pescado

Pelo menos R$ 863 mil já estão definidos e aprovados para garantir a execução do projeto de comercialização do pescado em Rondônia, entre outros aprovados nesta segunda-feira (19) na 53ª Reunião Ordinária do Conselho de Desenvolvimento de Rondônia (Conder), realizada no auditório do Palácio Rio Madeira.

Mais dois importantes projetos para o setor, segundo Basílio Leandro, superintendente de Desenvolvimento de Rondônia (Suder), vão injetar mais de R$ 7,2 milhões no fomento da indústria pesqueira, também foram apreciados, mas retirados de pauta para aperfeiçoamento ou apenas atendendo a pedido de vista, com a previsão de retornarem à pauta na próxima reunião quando serão apreciados e certamente aprovados.

O primeiro deles, no valor de R$ 3,2 milhões, destina-se ao Projeto de Desenvolvimento de Tecnologias para a Piscicultura, desenvolvido pela Universidade Federal de Rondônia (Unir), campus de Presidente Médici, e o segundo de R$ 4 milhões, para subsidiar os juros de financiamento para instalação de indústrias frigorificas de peixe, operacionalizados pelo Banco do Brasil (BB), Caixa Econômica Federal (CEF) e Banco da Amazônia (Basa), todos parceiros do Estado de Rondônia como membros efetivos do Conder.

De acordo com o superintendente, a orientação do governador Confúcio Moura é dar prioridade absoluta aos projetos dirigidos à piscicultura, criando meios para incentivar a produção, nos mesmos níveis de fomento das atividades produtivas dos pequenos produtores rurais – de carne, leite e derivados, hortifrutos, e da própria piscicultura de pequena escala -, como garantia para geração de emprego e renda no campo.

A reunião do Conder aprovou também os pedidos de incentivo tributário das empresas Oliveira & Marilac e França e Fonseca Indústria e Comércio de Ferro e Aço, para assegurar sua instalação e produção, e ainda, aprovou a prorrogação, por mais 10 anos, dos incentivos tributários das empresas Irmãos Gonçalves Indústria e Comércio, Frigorífico Tangará e Frigorífico JBS S.A (Unidade de Vilhena), neste ponto, como alternativa para garantir a continuidade das atividades desses empreendimentos, que além de impostos geram muitos empregos em Rondônia.

Outras empresas, candidatas aos incentivos do Estado de Rondônia para sua instalação, como Rodoxisto Rodovias Xisto Brasil e TRR Portofull Comércio de Derivados de Petróleo, que pleiteavam área no Distrito Industrial de Porto Velho, para sua implantação, e tiveram seus demonstrativos e pedidos aprovados pelo Conselho de Desenvolvimento do Estado.

Além do BB, CEF e Basa, integram o Conselho de Desenvolvimento do Estado de Rondônia, como membros efetivos, a Federação das Indústrias (Fiero), Federação do Comércio (Fecomércio), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Rondônia (Faperon), Federação das Associações Comerciais (Facer). Da parte do Governo, são membros Conder a Secretaria de Planejamento (Sepog), Secretaria de Finanças (Sefin), Secretaria da Agricultura (Seagri) e Superintendência de Desenvolvimento do Estado (Suder), que contou ainda com a participação do Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae), Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) e Assembleia Legislativa, que tomaram parte da 53ª Reunião Ordinária do Conder, como convidados.

Fonte

Texto: Cleuber R Pereira
Fotos: Marcelo Gladson
Secom – Governo de Rondônia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *