Porto Velho, 20 de agosto de 2019
Home > Notícias > Conselho Episcopal Pastoral da CNBB realiza primeira reunião do Quadriênio 2019-2023

Conselho Episcopal Pastoral da CNBB realiza primeira reunião do Quadriênio 2019-2023

O Conselho Episcopal Pastoral (Consep) está reunido em Brasília (DF), no primeiro encontro da nova gestão da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O Conselho é composto pela presidência da Conferência e pelos 12 presidentes das comissões episcopais.

A jornada teve início com a celebração das Laudes, os bispos realizaram uma sessão especial de trabalhos na qual foram apresentadas as primeiras impressões e as informações recebidas da presidência anterior. Dom Walmor Oliveira de Azevedo, novo presidente, fez uma ampla partilha dos contatos realizados na semana passada durante o período em que esteve em Brasília. Dom Jaime Spengler e dom Mário Antônio da Silva, os dois vice-presidentes também acrescentaram elementos no relato do presidente porque também eles participaram dos contatos da semana passada. Dom Joel Portela, novo secretário-geral da Conferência, também fez um depoimento destacando mais o contato que fez com todos os colaboradores e assessorias.

Comissões Pastorais

Com ausência devidamente justificada, só não está presente na reunião do Consep o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, dom Nelson Francelino Ferreira. Todos os outros onze presidentes se pronunciaram na sessão da manhã desta terça-feira, 28 de maio.

Dom Pedro Carlos Cipollini, presidente da Comissão para a Doutrina da Fé, saudou os novos componentes do Conselho e desejou uma convivência de melhor compreensão sobre o significado da Doutrina da Fé. Dom José Valdeci Santos lembrou os grandes desafios da Comissão para a Ação Transformadora e ressaltou a importância do trabalho em colaboração com os leigos. Dom João Justino, da Comissão para a Cultura e Educação, advertiu que nesse reinício de trabalhos seria conveniente uma melhor compreensão do trabalho dos bispos e dos assessores no Consep.

O presidente da Comissão da Ação Missionária, dom Odelir José Magri, lembrou a importância do trabalho da Comissão que coordena. Dom Joaquim Mol, presidente da Comissão para a Comunicação, lembrou da experiência vivida no Consep quando coordenou os trabalho na área da Cultura e Educação e disse que é preciso considerar a complexidade da Comunicação retirando-a da ideia de mera ferramenta para promovê-la como indispensável elemento estratégico institucional.

Dom Edmar Peron, presidente da Comissão para a Liturgia, falou do quanto é desafiador suceder dom Armando Bucciol por se tratar de um homem de enorme grandeza humana e intelectual, mas se apresentou disposto a enfrentar os desafios desta área da evangelização. O presidente da Comissão para o Laicato, dom Giovani Pereira de Melo, também reforçou a sensação de apreensão diante dos desafios, mas também a confiança de que com a colaboração de todos, o trabalho seguirá com sucesso.

O presidente da Comissão para animação Bíblico-Catequética, dom Antônio Peruzzo, reeleito e já mais acostumado com o trabalho do Consep fez homenagem à presidência anterior que enfrentou situações difíceis. Dom João Francisco Salm, presidente da Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada falou da sua alegria em servir a CNBB. Dom Manoel João Francisco, presidente da Comissão para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso, reforçou a importância da busca do diálogo e da unidade. E, por fim, falou dom Ricardo Hoepers, presidente da Comissão para a Vida e Família que além de dizer coisas importantes sobre o seu trabalho, afirmou que se sente feliz em representar uma periferia geográfica e social do Brasil, uma vez que vem lá do extremo do país, onde está a Diocese de Rio Grande.

Fonte: CNBB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *