Porto Velho, 19 de novembro de 2019
Home > Notícias > Estudantes participam de projeto de prevenção ao trauma relacionado ao álcool no Hospital de Base em Porto Velho

Estudantes participam de projeto de prevenção ao trauma relacionado ao álcool no Hospital de Base em Porto Velho

Cerca de 40 estudantes do terceiro ano da Escola Estadual Major Guapindaia, em Porto Velho, tiveram uma tarde diferente, no último sábado (1º), no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, dedicada à conscientização sobre a violência no trânsito, seus impactos e sequelas na vida dos acidentados.

Trata-se do projeto do Programa de Prevenção ao álcool e eventos relacionados ao Trauma em Jovens – P.A.R.T.Y. (siga inglesa), trazido a Porto Velho através de uma parceria entre Liga Acadêmica de Clínica Cirúrgica de Rondônia (Laccro), Liga Acadêmica de Cirurgia, Trauma e Emergência (Lacitre), Liga Acadêmica de Gastroenterologia Clínica e Cirúgica (Lagecc), e Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).

De acordo com o secretário de Saúde, Fernando Máximo, que também é professor de medicina, a iniciativa é de grande importância, pois é através da educação e conscientização que se pode reduzir as estatísticas de jovens que são atendidos nas unidades hospitalares vítimas de acidentes no trânsito.

Primeiro eles participaram de uma palestra

” O fato de mostrar a vivência hospitalar desse paciente, o processo de reabilitação e até sequelas que ele pode ter para o resto da vida é o que causa impacto. Deixa o jovem em alerta. Hoje, os números de atendimentos no JPII relacionados à acidentes de trânsito são altos entre jovens de 20 a 29 anos”, disse Máximo.

As estudantes Clara e Maise, ambas de 17 anos, aprovaram a iniciativa.  “Ano que vem eu vou tirar minha habilitação, e foi muito bom ver de perto essa realidade. Eu não vou me esquecer das histórias que ouvi aqui”, disse Clara.

“Eu fique chocada com o vídeo que a Polícia Rodoviária mostrou de acidentes nas rodovias, isso mexeu muito comigo”, completou Maise.

“O programa surgiu no Canadá e está no Brasil desde 2008, quando foi implantado em Ribeirão Preto (SP) e depois e na Unicamp em Campinas em 2010 e se expandiu para outras cidades. Nós fomos até Campinas para trazer esta experiência e implantar um núcleo aqui em Porto Velho”, explicou o acadêmico de medicina e presidente da Laccro, Marcelo Regis Lima Corrêa.

Também foram parceiros do evento; a Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Polícia Técnico científica (Politec), e Batalhão de Polícia de Trânsito.

Fonte:
Texto: Dislene Queiroz
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom – Governo de Rondônia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *