O Papa Francisco se reuniu na manhã desta quinta-feira com os representantes pontifícios, ou seja, os diplomatas que representam a Santa Sé pelo mundo.

O encontro foi marcado por perguntas e sugestões feitas pelos diplomatas, mas antes o Pontífice dirigiu uma saudação aos presentes, manifestando sua alegria em poder finalmente revê-los depois da última reunião, três anos atrás.

A Covid impediu o contato, mas agora outro problema angustia:

“A Europa e o mundo inteiro estão abalados por uma guerra de especial gravidade, seja pela violação do direito internacional, seja pelos riscos de uma escalada nuclear, seja pelas duras consequências econômicas e sociais. É uma terceira guerra mundial “em pedaços”, da qual vocês são testemunhas nos locais onde desempenham sua missão.”

Francisco agradeceu aos Núncios pelo que fizeram e fazem nessas situações de sofrimento, levando às populações e às Igrejas a proximidade do Papa, sendo referências em momentos de maior turbulência.

O Pontífice recordou os Núncios que faleceram no último período, de modo especial Dom Joseph Chennoth e Dom Aldo Giordano. E os temas da atualidade na Igreja, como o Sínodo, o Jubileu de 2025 e a Constituição apostólica Praedicate Evangelium, “que levará tempo para entrar em pleno regime”.

O Papa confiou o encontro à intercessão da Virgem Maria, na festa sua Natividade, e convidou os diplomatas a fazerem as suas observações. 

Por: Vatican News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
Estamos Online
Rádio Caiari
Olá 👋
Como podemos ajudar?