Um grupo composto por movimentos indígenas, religiosos, sociais, estudantis e da comunidade LGBTQIA+ se reuniu em Porto Velho nesta quarta-feira (7), para participar do Grito dos Excluídos e exluídas, manifestação que ocorre anualmente em todo o país, nesta data, desde 1995. Neste ano, o tema escolhido foi “Brasil, 200 anos de (in)dependência para quem?”.

A concentração começou às 16h em frente ao Centro Político Administrativo do Governo de Rondônia (CPA), localizado na Avenida Farquar, na capital.

Em seguida o grupo caminhou em direção ao centro de Porto Velho, com algumas paradas em locais significativos como Assembléia Legislativa; cartazes com dizeres como: “A hora da Amazônia é agora”, “Nenhum sangue indígena a mais” e “Piso salarial para enfermagem já” eram alguns dos gritos levados pelos participantes.

Este ano, devido ao bicentenário da Independência, o tema chama para uma reflexão: Vida em primeiro lugar – Brasil: 200 anos de (in)dependência para quem?

Este ano a manifestação foi trabalhada de várias formas para chamar a atenção da sociedade; desde de debates com lideranças, Saraus; elém, de três Rodas de Conversar com lideranças de grupos minoritários envolvidos no grito, programas transmitidos pela Rádio Caiari FM e Redes Sociais da emissora.

Fonte: G1 Rondônia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
Estamos Online
Rádio Caiari
Olá 👋
Como podemos ajudar?