Segurança transfusional e boas práticas no ciclo produtivo do sangue é o tema do primeiro encontro realizado pela Agência Estadual de Vigilância em Saúde – Agevisa, para os profissionais que atuam nos serviços de hemoterapia. O evento começou na terça-feira (22), no auditório do Rondon Palace Hotel, em Porto Velho, e reúne até quinta-feira (24); médicos, enfermeiros das unidades hospitalares, fiscais das vigilâncias sanitárias municipais, biomédicos ou farmacêuticos de unidades que realizam hemotransfusão no Estado de Rondônia e gestores em Saúde.

O diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima, disse que, o objetivo do evento é ofertar o embasamento técnico e legal aos profissionais envolvidos nas atividades do ciclo produtivo do sangue. “A capacitação é uma forma de subsidiar práticas, direcionar ações, e integrar as equipes, com vistas à segurança do doador e ou receptor. O método de segurança faz parte da competência da vigilância sanitária e as boas práticas têm a ver com segurança do paciente. Temos nos ocupado em oferecer formação também, aos técnicos da imunização; ambos os eventos são uma forma de alinhar a linguagem técnica e melhorar a prestação do serviço de saúde aos rondonienses”.

VIGILÂNCIA SANITÁRIA

No encontro será possível discutir técnicas que contribuem com a redução de riscos aos doadores e receptores de hemocomponenetes por intermédio de medidas de promoção e prevenção em saúde. Os organizadores pretendem ampliar o quantitativo de cadastros no Notivisa, um sistema informatizado nacional para registro de problemas, como queixas técnicas de medicamentos e produtos à saúde, incidentes e eventos adversos.

Segundo a gerente técnica de vigilância sanitária da Agevisa, Maria Leiliane Brito, no encontro será possível ainda, socializar experiências bem sucedidas relacionadas a práticas seguras de controle sanitário e integrar as equipes, subsidiar práticas e direcionar ações, com vistas à segurança do beneficiário quanto ao serviço de hemoterapia.

“Queremos subsidiar o profissional com técnicas que vão desde a coleta, até a dispensação do hemocomponente, proporcionando assim, o aperfeiçoamento das ações de controle sanitário das agências transfusionais, hemocentros regionais, de hospitais, coordenações, e unidades que realizam hemotransfusão no Estado de Rondônia”, ressaltou a gerente técnica da Agevisa .

Fonte
Texto: Aurimar Lima
Fotos: Lucas Maximus
Secom – Governo de Rondônia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar Mensagem
Estamos Online
Rádio Caiari
Olá 👋
Como podemos ajudar?