/ NO AR /
(69) 99321-8279
Porto Velho, 22 de janeiro de 2022 - 4h00
Home > Notícias > PALAVRA DO DIA > PALAVRA DO DIA

PALAVRA DO DIA

LEITURA DO DIA

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos (Rm 9,1-5)

Irmãos, não estou mentindo, mas, em Cristo, digo a verdade, apoiado no testemunho do Espírito Santo e da minha consciência: Tenho no coração uma grande tristeza e uma dor contínua, a ponto de desejar ser eu mesmo segregado por Cristo em favor de meus irmãos, os de minha raça.

Eles são israelitas. A eles pertencem a filiação adotiva, a glória, as alianças, as leis, o culto, as promessas 5e também os patriarcas. Deles é que descende, quanto à sua humanidade, Cristo, o qual está acima de todos — Deus bendito para sempre! — Amém!

EVANGELHO DO DIA

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas (Lc 14,1-6)

Aconteceu que, num dia de sábado, Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus. E eles o observavam. Diante de Jesus, havia um hidrópico. Tomando a palavra, Jesus falou aos mestres da Lei e aos fariseus: “A Lei permite curar em dia de sábado, ou não?” Mas eles ficaram em silêncio.

Então Jesus tomou o homem pela mão, curou-o e despediu-o. Depois lhes disse: “Se algum de vós tem um filho ou um boi que caiu num poço, não o tira logo, mesmo em dia de sábado?” E eles não foram capazes de responder a isso.

PALAVRAS DO SANTO PADRE

Este é o caminho que Jesus nos ensina, totalmente oposto ao dos doutores da lei. E este caminho do amor à justiça, leva a Deus. Por outro lado, o outro caminho, de estar apegado apenas à lei, seguindo a lei à letra, leva ao fechamento, leva ao egoísmo. O caminho que vai do amor ao conhecimento e ao discernimento, à plena realização, leva à santidade, à salvação, ao encontro com Jesus. Jesus se aproxima: a proximidade é a prova de que estamos caminhando no verdadeiro caminho. Porque é precisamente o caminho que Deus escolheu para nos salvar: a proximidade. Aproximou-se de nós, se fez homem. A carne: a carne de Deus é o sinal; a carne de Deus é o sinal da verdadeira justiça. Deus que se fez homem como um de nós, e nós que devemos nos fazer como os outros, como os necessitados, como aqueles que precisam da nossa ajuda. (Santa Marta, 31 de outubro de 2014)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *