quinta-feira, agosto 13, 2020
Home > Podcasts > Ministério Público acompanha medidas de prevenção ao coronavírus em abrigos de idosos da Capital

Ministério Público acompanha medidas de prevenção ao coronavírus em abrigos de idosos da Capital

Ouça e compartilhe!

O Ministério Público de Rondônia está acompanhando as medidas adotadas por casas de acolhimento e permanência de idosos em Porto Velho, com o objetivo de verificar que tipo de providências estão sendo tomadas visando à prevenção e combate ao coronavírus. De acordo com relatórios da Organização Mundial de Saúde (OMS), pessoas com idade superior a 60 anos estão entre as mais suscetíveis às complicações causadas pela doença. O público é também o que alcança os índices de maior letalidade, quando atingido pelo vírus.

No mês de março, em resposta a ofícios encaminhados pela 9ª Promotoria de Justiça, a Instituição de Longa Permanência de Idosos Casa do Ancião São Vicente de Paula, mantida pelo Governo do Estado, e o Lar Espírita da Terceira Idade André Luiz encaminharam relatórios ao MP, por meio dos quais detalham as ações implementadas para evitar a disseminação da doença entre o público atendido.

Conforme apontam os documentos, em ambas instituições foram realizadas reuniões com equipes de trabalho, oportunidade em que foram estabelecidas novas rotinas de serviço, bem como regras de assepsia e higienização dos ambientes, idosos e funcionários.

No Lar André Luiz, foram suspensas visitas presenciais, passeios, palestras e, ainda, novos acolhimentos. Itens recebidos como doações passaram a ser entregues na portaria do local, evitando-se o contato dos idosos com pessoas de fora da instituição.

Na Casa do Ancião, também foram proibidas aglomerações, havendo suspensão de atividades coletivas. Foi estabelecido fluxograma para situações em que forem indetificados casos suspeitos da doença, entre outras medidas.

Em ambas instituições, foram distribuídos itens de proteção e produtos de higienização e desinfecção, além de terem sido divulgadas, junto aos atendidos, as medidas primordiais de prevenção, como lavar as mãos com água e sabão, cobrir nariz e boca para tossir e espirrar, entre outras práticas.

Fonte: Departamento de Comunicação Integrada (DCI/MPRO)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *